Ceará abre dois de vantagem, mas permite reação e fica no empate com o Paysandu

14/05/2016 19:13

Frustração é a palavra que sintetiza a estreia do Ceará na Série B 2016. Depois de sair na frente e abrir dois gols de vantagem, o Vovô falhou em segurar o Paysandu e permitiu o empate aos 44 do segundo tempo, deixando resignados os 13 mil torcedores que foram ao Castelão na tarde deste sábado, 14.

Com dois gols logo no início do segundo tempo, o Vovô achou que tinha resolvido a partida contra o Paysandu. Serginho, aos dois do segundo tempo, e Rafael Costa, aos três, marcaram os gols do triunfo em um Castelão com pouco público. No entanto, o Papão reagiu e deixou tudo igual com dois de Lucas, aos 29 e aos 44.

Com o empate, o Ceará e Paysandu somam seus primeiros pontos na Série B. Na próxima rodada, o Alvinegro vai a Maceió enfrentar o CRB no estádio Rei Pelé. A partida está marcada para as 16h30min de sábado, 21. Antes, o time de Porangabuçu faz o jogo de volta contra o Joinville às 19h30min de terça-feira, 17, no PV.

O tempo que Sérgio Soares teve para treinar a equipe mostrou frutos no primeiro tempo. Procurando mais o ataque e apertando a marcação, o Vovô criava as melhores chances. Com apenas 16 minutos, Rafael Costa já tinha acertado o travessão duas vezes. Nas bolas paradas, os zagueiros Sandro e Antônio Carlos também levavam perigo. O Ceará aproveitava os vários desfalques no Papão, que ainda estava na ressaca de dois títulos (Campeonato Paraense e Copa Verde) na última semana.

No entanto, os gols só apareceram na volta dos vestiários com o Ceará começando a segunda etapa de maneira avassaladora. Logo no primeiro minuto, Serginho aproveitou cobrança de lateral com desvio de Rafael Costa para tocar saída do goleiro Émerson. Dois minutos depois, foi a vez de Serginho retribuir o passe para Rafael Costa soltar a bomba para o fundo das redes. 

A partir daí, o Paysandu se lançou mais ao ataque e ofereceu mais espaços para o contra-ataque alvinegro. A ofensividade do Bicolor foi premiada e os últimos minutos foram de protagonismo do volante Lucas. Aos 29, ele recebeu cruzamento da direita e cabeceou cruzado para o gol de Éverson.

Pressionando em busca do empate, o Paysandu chegou ao objetivo. Aos 44, após confusão na defesa do Vovô, a bola sobrou novamente para Lucas tocar para o gol, que fez ressoar as vaias do torcedor ao time alvinegro logo após o apito final.

No Castelão (Ceará x Paysandu):
Público pagante: 13.355
Não pagante: 950
Renda: R$ 177.989,00

Fonte: Lance