Ministro da Fazenda garante que preço da gasolina não vai sofrer aumento

16/05/2012 01:22

 

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou, nesta terça-feira (15), que não haverá aumento no preço da gasolina, apesar da Petrobras ter sinalizado um reajuste.

Ele destacou que a reunião que preside com o Conselho de Administração da Petrobrás é para análise dos resultados da empresa no primeiro trimestre.

A possibilidade de aumento da  gasolina foi cogitada diante da valorização do preço do barril do petróleo no mercado internacional e da valorização do dólar. Nos últimos dias, a Petrobrás vinha acenando a possibilidade de reajsute do combustível.

No final de abril e início deste mês, a presidente da empresa, Graça Foster, levantou a possibilidade de aumento no preço da gasolina para o consumidor. Ela disse que seria impossível deixar de repassar o aumento do petróleo no mercado internacional para o consumidor brasileiro.

A presidente da estatal já havia dito que o patamar do preço internacional do petróleo está mais alto do que em anos anteriores, porém, na ocasião, ela informou que ainda não há uma data para um possível aumento. “Há claramente uma mudança no patamar de preços neste horizonte de 2012. Em algum momento, a expectativa é que tenhamos reajuste no preço de combustíveis. Se é em um mês, dois, três ou seis, eu não sei.", afirmou.

Graça pontuou também que a média do barril para 2011 foi de US$ 111,00, enquanto que, para 2012, os analistas preveem o barril a US$ 130,00.