Cientistas australianos criam cerveja que não dá ressaca

Cientistas australianos criam cerveja que não dá ressaca

Um grupo de cientistas australianos deve ganhar a simpatia dos apreciadores de cerveja.

De acordo com o jornal "The Australian", eles criaram uma fórmula para que a bebida não deixe ressaca no dia seguinte.

O estudo foi realizado pela Griffith University e tratou de fazer a cerveja ficar mais hidratante. Para isso, usou eletrólitos, substância usada comumente em bebidas esportivas.

Apesar de também ter menos concentração de álcool (2,3% contra 4,8%), os cientistas garantem que o líquido ficou com o mesmo gosto de uma cerveja normal.

 

  Michaela Rehle/Reuters  
Canecas de chopp na Oktoberfest de Munich, na Alemanha
Canecas de chopp na Oktoberfest de Munich, na Alemanha

 

A pesquisa teve início, na verdade, como uma tentativa de diminuir os efeitos negativos do álcool em pessoas desidratadas.

A questão é que muitos dos sintomas associados à ressaca são causados pela desidratação.

De maneira simplificada, quando o álcool entra na corrente sanguínea, bloqueia uma enzima que facilita a reabsorção da água no corpo. Isso faz os rins mandarem o líquido direto para a bexiga --o que causa as diversas idas ao banheiro.

Esse quadro faz com que outros órgãos "roubem" água do cérebro, o que causa dor de cabeça no dia seguinte, e com que haja perda de nutrientes como sódio e potássio, cuja falta causa náuseas e fadiga.

Todos os sintomas são aliviados porque a cerveja "anti-ressaca" supre essas substâncias.

A pesquisa foi publicada no "International Journal of Sport Nutrition and Exercise Metabolism".