De camisa do Bota até o fim, Seedorf impressiona o grupo e elogia sistema

De camisa do Bota até o fim, Seedorf impressiona o grupo e elogia sistema

Se a primeira impressão é a que fica, Seedorf conquistou jogadores, dirigentes, comissão técnica e torcedores. Na festa de sua apresentação, quando todos os holofotes estavam sobre o holandês, o time conseguiu uma vitória por 3 a 0 sobre o Bahia, sábado, no Engenhão, e se recuperou no Campeonato Brasileiro. Antes de a bola rolar, o reforço passou na sala de aquecimento para falar com os novos companheiros e recebeu de volta o carinho do grupo. Durante todo o tempo em que esteve no estádio não tirou a camisa recebida das mãos de duas crianças em sua entrada triunfal no gramado.

Seedorf falou com um por um, desejando boa sorte e fazendo questão de saber o nome de todos antes de se dirigir para o camarote do presidente Maurício Assumpção, onde sua família estava a sua espera, assim como Jairzinho, que se consagrou com a camisa 10 do Botafogo nos anos 60 e 70. Antes, ainda fez o papel de ídolo ao conversar com sócios-torcedores sorteados pelo clube numa promoção do programa Sou Botafogo e encontrou Carlos Alberto Torres.

seedorf botafogo camarote engenhão (Foto: André Durão / Globoesporte.com)                                                                     Seedorf, de camisa do Botafogo,  acompanha o jogo atentamente (Foto: André Durão / Globoesporte.com)

 

Do camarote, Seedorf esbanjou simpatia. Posou para fotos e se acomodou ao lado da mulher, Luviana, da agente Deborah Martin e com os filhos Denzel, de cinco anos, e Jusy, de nove. Na conversa com pessoas no loca, disse ter ficado impressionado com a velocidade do time no ataque e a reposição defensiva, além de tecer elogios ao sistema de jogo e críticas à arbitragem, que considerou passiva com relação aos lances mais ríspidos do Bahia. Ele deixou o estádio aos 21 minutos do segundo tempo, quando o Botafogo já vencia por 3 a 0.

- Ele cumprimentou todo mundo e deu muita importância ao jogo que a gente estava para disputar. Isso mostra a pessoa e o profissional que é. Fiquei imaginando como estava a cabeça dos mais jovens. Eu já tinha encontrado com ele uma vez e foi muito bom esse contato novamente - comentou Andrezinho, que enfrentou Seedorf quando defendia o Internacional na Copa Audi do ano passado.

Houve quem ficasse sem palavras no momento do encontro. O atacante Sassá, de 18 anos, fez sua estreia pelos profissionais do Botafogo ao entrar no lugar de Elkeson nos minutos finais do jogo com o Bahia. O sorriso tenso deixava visível a emoção do jovem ao falar sobre Seedorf.

Só tinha visto no videogame e na televisão. Na hora em que ele falou comigo fiquei bobo. Não falei nada"
Sassá

- Só tinha visto no videogame e na televisão. Na hora em que ele falou comigo fiquei bobo. Não falei nada - afirmou Sassá, que já havia ficado no banco de reservas na vitória sobre o Americano por 4 a 2, em Campos, pelo Campeonato Carioca.

Seedorf tem apresentado comportamento exemplar. Na sexta-feira, teve uma recepção de gala no aeroporto, onde foi atencioso na medida do possível. No hotel onde está hospedado, em Ipanema, atendeu torcedores na porta. À noite, ainda encontrou tempo para treinar em uma academia da Zona Sul, sob orientação do preparador físico Leandro Cardoso.

- Ele está muito bem. Não vai dar trabalho - brincou Leandro.

Como garoto-propaganda, Seedorf também foi um sucesso, apesar do público no Engenhão ter sido abaixo do esperado em sua apresentação. O programa Sou Botafogo teve um crescimento de 50% nos primeiros cinco dias depois de seu anúncio como jogador do clube. No sábado, uma camisa comemorativa foi vendida em estandes no estádio por R$ 49,90. As cinco mil peças esgotaram e já existe a possibilidade de um segundo lote ser produzido.

- A gente sabia o que iria acontecer. O otimismo era indisfarçável. Havia a preocupação que a festa não contagiasse de forma negativo o grupo. Mas Seedorf foi de um cavalheirismo grande. Foi sóbrio e discreto. Ele entendeu que era aquilo que estávamos precisando - analisou o técnico Oswaldo de Oliveira.

Seedorf concederá sua primeira entrevista coletiva segunda-feira, no Palácio da Cidade, onde será recebido pelo prefeito Eduardo Paes. A expectativa é de que sua estreia aconteça dia 22, contra o Grêmio, no Engenhão.