EI executa médicos que se recusaram a tratar militantes

EI executa médicos que se recusaram a tratar militantes

Os militantes do Estado Islâmico executaram dez médicos por se recusarem a prestar tratamento a combatentes do grupo, destaca o jornal britânico Daily Mail.

A imagem acima, divulgada pela mesma publicação, foi captada a sul da cidade de Mosul, no Iraque, e mostra o momento em que os militantes mataram os médicos com um tiro na cabeça.

Os médicos recusaram-se a ajudar os jihadistas por não apoiarem as atividades do grupo terrorista.

A cidade de Mosul, neste momento ocupada pelo extremistas, é descrita como uma gigante prisão a céu aberto, onde os residentes são sujeitos a torturas bárbaras.

Fonte:Msn