Festa promovida pela Secretaria Municipal de Educação gera reclamação dos vereadores

Festa promovida pela Secretaria Municipal de Educação gera reclamação dos vereadores

Uma festa organizada pela Secretaria Municipal de Educação (SME), no Mucuripe Club, em comemoração ao Dia do Professor, na última quinta-feira, incomodou aliados e opositores à prefeita Luizianne Lins (PT), na Câmara Municipal de Fortaleza. Os parlamentares, que não foram convidados para o evento, interpretaram o fato como possível boicote da Prefeitura e da bancada do PT.

Ontem, em sessão plenária, o vereador Vitor Valim (PMDB), insatisfeito, trouxe o assunto para discussão. “Não tem do que reclamar da festa, apenas da presença somente de parlamentares que gozam da intimidade da gestão municipal”, disse, questionando aos parlamentares presentes - aliados ou não - se tinham sido convidados. Valim relembrou ainda o episódio envolvendo professores e vereadores, durante a votação da mensagem prefeitural que aprovou o reajuste salarial da categoria.

De acordo com os vereadores, além de não terem recebido convites, não ficaram cientes do evento. Participaram da festa, somente, o vereador Guilherme Sampaio (PT), o líder do governo, Ronivaldo Maia (PT), Eron Moreira (PV) e Professor Gerôncio Coelho (PTdoB).
Para o vereador Professor Eloy (PSB), aliado à gestão, houve um “boicote” aos parlamentares. “Me senti traído. Isso é traição dos colegas do PT com a gente”, pontuou, ressaltando que a festa foi usada como campanha antecipada. Eliana Gomes (PCdoB), entretanto, desabafou, dizendo que quando é para dividir o ônus, a Prefeitura os procuram, mas, quando é para repartir o bônus, desconhece.

Jaime Cavalcante (PP), porém, afirmou que irá impetrar no Ministério Público (MP) pedido de informação para saber o total gasto para organização da festa. Ele disse ainda já saber que a Casa não possuía prestígio, o que, segundo ele, causou-lhe estranheza foi saber que a base também não possuía.

DEFESA
Para Guilherme Sampaio (PT), porém, não existe a interpretação que a Prefeitura fez festa para uns e outros vereadores. O que aconteceu, segundo ele, foi uma homenagem aos professores e, portanto, a forma como a administração municipal trata a categoria. Ele informou que soube da festa por meio dos educadores que participam do seu mandato.
O líder da Prefeitura na Câmara Municipal, vereador Ronivaldo Maia (PT), também afirmou que não existiu a intenção de não convidar os vereadores. Ele, em nome da gestão, pediu desculpa aos parlamentares. Para Eron Moreira, ocorreu uma “falha de assessoria”.

Tópico: Festa promovida pela Secretaria Municipal de Educação gera reclamação dos vereadores

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário