Libertados quase todos os passageiros de avião egípcio sequestrado e desviado ao Chipre

Libertados quase todos os passageiros de avião egípcio sequestrado e desviado ao Chipre

Um homem sequestrou nesta terça-feira um avião da companhia EgyptAir e o desviou para o aeroporto de Larnaca, Chipre, antes de liberar quase todos os passageiros, informaram as autoridades cipriotas e egípcias.

O presidente do Chipre, Nicos Anastasiades, afirmou que o sequestro do Airbus A-320 da EgyptAir "não está vinculado ao terrorismo".

O sequestrador liberou inicialmente os passageiros egípcios e reteve na aeronave os estrangeiros e a tripulação. Posteriormente autorizou a saída de outras cinco pessoas.

No momento não é possível saber quantas pessoas permanecem dentro do avião.

Vinte e um passageiros são estrangeiros, incluindo oito americanos, quatro britânicos, quatro holandeses, dois belgas, um francês, um sírio e um italiano, segundo a aviação civil do Egito, que citou um total de 81 passageiros, enquanto a Egypt Air informou 55.

O motivo exato do sequestro ainda não foi estabelecido. De acordo com a rádio pública cipriota, o sequestrador pediu asilo no Chipre.

Uma fonte do governo disse que o sequestrador pediu para ver a ex-esposa cipriota, que mora na cidade de Oroklini, perto do aeroporto.

As autoridades cipriotas anunciaram o fechamento do aeroporto internacional de Larnaca, na região sul da ilha, e desviaram os voos para o aeroporto de Pafos (oeste).

O Airbus A-320 voava da cidade egípcia de Alexandria para o Cairo.

De acordo com o ministério da Aviação Civil do Egito, o piloto do avião disse que "um passageiro afirmou dispor de um cinturão de explosivos e o obrigou a pousar em Larnaca".

Fonte: AFP