Noite de CR7: do grito de alívio à festa descontraída com familiares e Messi

Noite de CR7: do grito de alívio à festa descontraída com familiares e Messi

Depois das lágrimas do ano passado, agora um grito de guerra: "Sim!". Cristiano Ronaldovoltou a surpreender com uma forma de comemorar inusitada, que na verdade foi um sinal de alivio, depois de um começo de noite muito nervoso do craque, que não foi a Zurique para sair de mãos vazias. E não saiu. O camisa 7 do Real Madrid e da seleção portuguesa venceu a terceira Bola de Ouro e comemorou com a família e amigos numa festinha privada na cidade suíça antes de viajar para Madri no avião de Florentino Pérez, presidente do Real Madrid. Nem sinal de Manuel Neuer, mas Lionel Messi e a companheira também compareceram à festa, mesmo que apenas por breves instantes. Depois o espaço ficou todo para o clube merengue e os familiares do grande vencedor da noite.

- Quem é que poderia imaginar que o meu irmão iria vencer três Bolas de Ouro. Nunca pensei que nenhum português pudesse conseguir isso. Mas conseguiu, e é o meu irmão - disse o irmão do craque, Hugo Aveiro, não sem avisar que CR7 estará ali no próximo ano e talvez daqui a dois anos também. 

- Pelo menos mais um ou dois anos ele vai estar aqui levantando o troféu novamente. Não tenho dúvidas. Merece tudo isso, é um grande trabalhador, é fantástico. O grito? É assim mesmo,  é ele, é o meu irmão. Estávamos todos nervosos, mas a gente tinha muita esperança que ele vencesse o prêmio - comentou o irmão, muito próximo do jogador.

Fonte: Globo Esporte