Presidente do Ceará garante que time não está no "vermelho".

Presidente do Ceará garante que time não está no "vermelho".

Portal Esportes O POVO

Mesmo com a queda para a Série B e as dipensas de vários jogadores do elenco, o presidente do Ceará em exercício, Robinson de Castro, garante que o clube não está no vermelho. "Não estamos no azul, mas também não estamos no vermelho. Temos o bastante para quitarmos nossas
dívidas e pagar os salários", disse o dirigente em entrevista à rádio O POVO/CBN, na última quarta-feira (21).

Sobre a nova folha salarial, que tem como teto o valor de R$ 400 mil, o presidente disse que o clube não se comprometará com aquilo que não pode cumprir. "É o teto da responsabilidade, é o teto da serenidade e do compromisso. Teremos prudência para buscarmos os melhores jogadores que pudermos", afirmou Robinson.

Com as contas no limite, o Ceará já começou a se mexer e nessa semana, por exemplo, o Vovô viu sua conta bancária 'engordar' em R$ 500 mil, valor depositado pelo Fluminense pela venda de 50% dos direitos econômicos do zagueiro Anderson, novo reforço do clube carioca. O Ceará continuará sendo detentor da outra metade. Mesmo assim, durante os dois anos de vínculo, o Fluminense terá prioridade de compra deste percentual.

O Ceará ainda vive a expectativa do lucro na venda do atacante Osvaldo, cobiçado por clubes da elite do futebol brasileiro. Após comprar o jogador junto ao Al-Ahly, o Ceará repassaria ele a outro clube por um valor mais caro ou mesmo por empréstimo para valorizar o atacante futuramente.