Robôs ajudarão crianças refugiadas a aprender alemão

Robôs ajudarão crianças refugiadas a aprender alemão

Pesquisadores da Universidade de Bielefeld, na Alemanha, desenvolveram uma ferramenta inovadora para ajudar no aprendizado infantil do idioma alemão, que constitui um dos grandes desafios impostos pela atual onda migratória.

Como divulgaram nesta terça-feira (22/12), os cientistas pretendem utilizar as habilidades do robô Nao, programável e equipado com câmeras e microfones, como apoio pedagógico no aprendizado da língua por crianças refugiadas entre quatro e cinco anos. De aparência humanoide, Nao será acompanhado por um computador portátil do tipo tablet, a fim de ajudar com materiais de apoio, como ilustrações.

"Ensinar individualmente a cada criança um segundo idioma está geralmente além das capacidades dos jardins de infância. É aí que os robôs podem oferecer assistência adicional", explicou o especialista em inteligência artificial Stefan Kopp, que lidera a equipe de pesquisa sobre sistemas cognitivos e interações sociais em Bielefeld.

"Programamos o robô para que interagir com as crianças, a fim de lhes dar todo o apoio possível", disse Kirsten Bergmann, da equipe de pesquisa. O programa dos cursos inclui vocábulos e estruturas gramaticais simples, e está sendo testada a capacidade de Nao para auxiliar na formação de frases simples.

O projeto deverá levar três anos, durante os quais os pesquisadores desenvolverão a eficácia dos robôs em ensinar de forma lúdica o idioma alemão, que é notoriamente difícil para os novatos. A primeira leva dos robôs estará nas salas de aula dentro de 18 meses. Considera-se também utilizá-los, no futuro, para introduzir línguas estrangeiras, como o inglês, a crianças alemãs.

Fonte: dw.com