Ronaldinho deixa o Flamengo e vai para o Atlético-MG

Ronaldinho deixa o Flamengo e vai para o Atlético-MG

Após rescindir contrato com o Flamengo, o meia-atacante Ronaldinho Gaúcho, 32, treinou ontem com os jogadores do Atlético-MG, mesmo antes do anúncio oficial de contratação pelo clube. O presidente da equipe, Alexandre Kalil, acompanhou o primeiro treino de Ronaldinho ao lado de Assis, irmão e empresário do atleta. O cartola pediu ajuda divina ao anunciar a chegada do meia. “Peço a Deus que dê tudo certo”, disse Kalil.

 

Vestido com o uniforme de treino, Ronaldinho formou uma rodinha com André, Jô e Richarlyson e, sob olhares de outros jogadores, bateu bola em um dos campos da Cidade do Galo. Ele se reuniu com parte da diretoria do Galo e foi conhecer as dependências do centro de treinamento.


Ronaldinho se mostrou muito satisfeito em jogar no novo clube. A amigos, o jogador teria comentado que considera o Atlético-MG um bom time e que está bastante animado.


Alexandre Kalil disse que começou a negociar com Ronaldinho na última sexta-feira. O presidente atleticano afirmou ainda que há, no contrato, uma cláusula que protege o clube caso o Flamengo consiga uma vitória na Justiça e obrigue o atleta a retornar à Gávea.


O dirigente afirmou que o acerto com o clube não irá prejudicar as finanças. “Não vou fazer coisa que o Atlético-MG não aguenta”.

 

Briga judicial


Na quinta-feira, Ronaldinho conseguiu se desligar do Flamengo na Justiça do Trabalho. Ele cobra R$ 40 milhões do clube carioca, onde ficou por um ano e quatro meses. O juiz André Luiz Amorim Franco citou o atraso nos salários e ainda o não recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para conceder a liminar favorável ao atleta.


O Flamengo prometeu contra-atacar. “É questão de honra essa briga. Estamos preparando um tiro de canhão em todas as esferas”, disse o vice-presidente jurídico do clube carioca, Rafael de Piro. (das agências)