Singapura se une à busca do avião da AirAsia que desapareceu perto de Bornéu

Singapura se une à busca do avião da AirAsia que desapareceu perto de Bornéu

Singapura se uniu à busca do avião da AirAsia que desapareceu neste domingo quando voava da Indonésia para a cidade-estado com 162 pessoas a bordo em uma região a sudoeste da ilha de Bornéu.

'Dois C130s estão prontos para ser usados na busca. E nós estamos preparados para dar assistência e apoio às operações de busca e resgate', assinalaram as autoridades singapurenses mediante um comunicado.

Os órgãos singapurenses envolvidos na resposta são o Centro de Coordenação de Resgates, a Força Aérea e a Marinha.

Um funcionário do órgão, Hadi Mustofa Djuraid, declarou à rede de televisão 'Metro TV' que o Airbus 320-200, voo QZ8501, se encontrava entre a província de Kalimantan e a ilha de Belitung quando desapareceu o sinal de radar.

O avião realizava a rota entre Surabaia, a segunda maior cidade de Java, e Singapura.

A 'Metro TV' informou que 149 dos passageiros são nacionais do país, três coreanos e os restantes um britânico, um malaio e um singapurense.

Um avião da companhia aérea Malaysia Airlines com 239 pessoas a bordo que viajava de Kuala Lumpur para Pequim desapareceu no dia 8 de março de 2014 e não se voltou a saber dele.

Os investigadores acreditam que o voo MH370 foi desviado de seu rumo e acabou caindo por falta de combustível em um lugar remoto do sul do oceano Pacífico. EFE