Um ponto final em Poeta

Um ponto final em Poeta

Tem gente que, profissionalmente, começa a trilhar um caminho que parece não ter fim. Conquista após conquistas, melhoria salarial e um universo de outras coisas. Daí, de repente, um passo é dado em falso e todo o progresso parece ter ido buraco abaixo. É o que se percebe de Patrícia Poeta, que até antes de dividir bancada com William Bonner, no “Jornal Nacional”, tinha a vida tranquila.

Ao deixar o principal telejornal do País, a jornalista comentou que, já no próximo ano, começaria a trabalhar num programa de variedades, tipo um desejo seu. Assim, penso eu, Patrícia não ficaria com a imagem mais arranhada do que estava, não é mesmo?

Bem, a Globo tem outras ideias para ela.

Parece que a ex-apresentadora do “JN” dará uma de Quico, do “Chaves” e ficará algum tempo encostada no mundo, meio que se lamentando. Essa ação da emissora é, provavelmente, uma resposta curta e grossa pela profissional ter pedido para deixar o telejornal, alegando que o programa limitava seu crescimento profissional.

Oi?

Bem, quando teve oportunidade de entrevistar os presidenciáveis, só faltou pegar uma comida do programa da Ana Maria Braga e passar por debaixo da mesa, tamanha a falta de tato.

É, não digo nada se, em breve, ela receber uma proposta do SBT ou da Record. Afinal, seu gabarito não pode ser jogado assim pelo ralo, mesmo com as últimas e várias trapalhadas.

 

FONTE: POP Music